MOLHO DE TOMATE BÁSICO

molho de tomate básico-3

Bem vindas/os a mais um post da série Despensa Básica, onde eu compartilho receitas caseiras de molhos, temperos e complementos, que procuro manter em estoque na nossa despensa/geladeira para não precisar depender de suas versões industrializadas. Assim como as outras receitas do blog, estas versões veganizadas são fáceis de preparar e deliciosas! 


Quem me ensinou a fazer este molho de tomate foi o Oreste, meu amigo italiano abrasileirado, que nasceu lá na Itália, veio pra o Brasil adolescente, e já teve muitas vidas em sua vida. Hoje em dia o Oreste é meu colega de trabalho nesse mundo enorme das terapias energéticas, foi assim que nós nos conhecemos. Ele tem um sotaque residual que eu adoro, e arrasa demais na cozinha. Além disso, eu e ele desconfiamos que somos irmãos em algum universo paralelo, se é que isso existe.

Pois bem! Um dia, muito tempo atrás, o Oreste teve a paciência de sentar e me explicar o passo-a-passo deste molho de tomate enquanto eu anotava tudinho nas notas do meu celular. Faz anos que isso aconteceu! Naquela época em nem cozinhava ainda, e nunca, nunca imaginei que compartilharia receitas em um blog, muito menos vegano. Como a vida é maluca!

A receita ficou guardadinha lá no aplicativo de notas, cada vez mais pra baixo, conforme eu ía adicionando mais e mais listas e parágrafos de ideias em notas mais recentes. Até que, um dia, chegou a hora de testá-la. E depois que eu testei, meu primeiro pensamento foi “Esta vai para o Minha Cozinha!”. Pedi permissão e o Oreste topou.

molho de tomate básico-4

molho de tomate básico-2

Enfim, esta é mais uma daquelas receitas basiconas que eu adoro. Ela é despensa básica aqui em casa porque substitui, com mais sabor e zero conservantes, o bom e velho molho de tomate de latinha que eu costumava usar quando fui morar sozinha. E o legal é que dá para congelar e guardar este molho por vários meses na geladeira, assim a casa sempre fica abastecida.

Cada vez mais temos comido produtos orgânicos aqui em casa. Mesmo sendo mais caros, eu só vejo vantagens nisso. Ao comprar mais, estamos estimulando mais produções orgânicas. O preço dos legumes e verduras orgânicos já caiu bastante em relação aos produtos convencionais desde que começamos a comprá-los.

Comprar alimentos sem agrotóxicos significa comprar produtos sazonais, o que eu tenho achado bem legal! Não comemos couve-flor o ano inteiro, nem pimentão, nem morango, nem tomates. Às vezes eu chego na barraca de orgânicos e vejo um monte de tomates fresquinhos, às vezes não tem nenhum. E com isso acho que estou valorizando mais o que tem, quando tem.

Este molho de tomate, por exemplo, nunca é planejado antes. O que acontece é que às vezes eu chego na feira e vejo que os tomates orgânicos estão lá, lindos e vermelhos. Então eu fico toda empolgada, como criança em noite de Natal, e volto pra casa com meus tomatinhos para fazer molho e guardar para a próxima estação.

molho de tomate básico

Foi isso que aconteceu esta semana. Cheguei, vi os tomates, e decidi que era a oportunidade perfeita de fazer a receita para publicar aqui. Então, aqui está!

Eu sugiro que você termine de ler este texto e vá correndo fazer o molho junto com estas almôndegas, cubra os dois com um pouco de parmesão, e me diga depois o que achou. Hmmm, deu água na boca!


MOLHO DE TOMATE BÁSICO

Rendimento: aprox. 1 litro (4 xícaras)
Tempo de preparo: aprox. 1h15

ingredientes
12 tomates vermelhos maduros
2 cenouras grandes
4 dentes de alho
1 cebola grande
2 colheres (sopa) de azeite de oliva
2 colheres (chá) de sal rosa

modo de fazer
1. Lave os tomates e descasque as cenouras. Quebre as cenouras com as mãos em 3 pedaços e coloque em uma panela grande, junto com os tomates inteiros. Encha a panela de água até cobrir os tomates. Tampe a panela e coloque em fogo alto até ferver.
2. Quando a água começar a ferver, espere 5 a 7 minutos até que a pele dos tomates comece a rachar. Desligue o fogo.
3. Coloque os tomates e as cenouras no liquidificador (sem a água) e processe por 1 a 2 minutos.
4. Retire toda a água da panela e cubra o fundo com 2 colheres de azeite. Acrescente os dentes de alho e a cebola inteiros. Despeje o tomate batido na panela, passando por uma peneira para retirar as sementes e a casca.
5. Cozinhe o molho em fogo alto até que comece a ferver. Baixe o fogo, adicione o sal e mexa para misturar.
6. Tampe a panela novamente, deixando um espaço para o ar sair, e cozinhe em fogo baixo por 45min a 1h15, dependendo das características do seu fogão. O molho vai reduzir bastante.
7. Desligue o fogo e retire a cebola inteira*. O alho vai estar quase derretido, então você pode mexer um pouco o molho com uma colher ou espátula para terminar de misturá-lo com o resto.
8. Sirva com alguma coisa bem gostosa!

*A cebola fica macia e muito saborosa. Eu gosto de cortar e misturar no arroz, ou coloco no liquidificador ao finalizar este creme de abóbora e bato tudo junto. O creme fica com um leve sabor adocicado de tomate e cebola. Delicioso!

Obs.: Se for congelar, coloque o molho em um recipiente de vidro resistente, deixando o espaço de pelo menos 2 dedos para o líquido expandir, e congele ainda quente.

molho de tomate básico-5


 

SaveSave

4 comentários sobre “MOLHO DE TOMATE BÁSICO

  1. Amiga deste e de outros universos paralelos, você é de mais! Sabe juntar duas palavras, alguns tomates, cenouras e temperos e fazer um conto encantador. O molho de tomate básico virou uma estória que sabe cativar qualquer pessoa que vier a ler. Você é especial, você Arrasa!
    Beijo, Oreste

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s