PESTO DE CASTANHA DE CAJU

Pesto de castanha de caju (minhacozinhavirouumjardim.com.br)

O meu pai faz o melhor pesto das redondezas, sucesso total nos almoços de família. Segundo ele, o segredo está em não desistir do liquidificador e continuar batendo até chegar na consistência extracremosa, que é o que eu mais gosto do pesto que ele prepara.

Peraí, deixa eu abrir um parênteses.

Quem me segue no Instagram sabe que sou adepta da praticidade e tenho um ritual aos sábados de manhã no qual chego do Ceasa com as compras da semana e passo umas duas horas na cozinha cortando, lavando, separando e guardando tudinho. Eu entendo que somos pessoas ocupadas, cada um com sua rotina, mas também acho que o compromisso com o nosso bem estar e saúde depende de algum grau de disciplina.

No começo o processo durava a manhã inteira, era cansativo e parecia não ter fim. Mas a prática leva à perfeição e hoje eu já tenho um método que funciona super bem e me dá o maior prazer. No fim das contas, qualquer tarefa pode ser divertida se a gente traz à tona nossa criança e finge que aquilo é uma brincadeira.

Então posso dizer que hoje eu adoro passar essas duas horinhas na cozinha, guardando minhas comidinhas, deixando tudo selecionado, organizado e prontinho para ser consumido. Assim, durante a semana quando chego em casa e bate a maior preguiça de cozinhar, só preciso abrir a geladeira, pegar o que eu quiser comer, e esquentar, refogar, misturar.

Voltando ao pesto de hoje, ele é uma das coisas que eu preparo adiantado para poder comer durante a semana. Dura uns 3 dias na geladeira e fica ótimo para temperar a salada, misturar com alguma massa quentinha ou para dar mais sabor à tigela de quinoa (que eu amo comer no jantar!). Também adoro passar em cima de pães com sabor mais forte, como os de centeio e bordelais (aqui em Brasília eu compro na Varanda Pães Artesanais, padaria do meu amigo Dilson Menezes).

Pesto de castanha de caju (minhacozinhavirouumjardim.com.br)

O pesto de castanha de caju é a minha versão modificada do molho com gostinho de família que meu pai prepara. Ele fica mais adocicado do que as versões com nozes e pinoli, mais comuns por aí. Como eu não como queijo, na minha receita não vai parmesão, mas eu costumo substituir por nutritional yeast, que é uma levedura bem protéica e com gosto de queijo (mas não é obrigatória para a receita ficar gostosa). Acho super difícil encontrar aqui no Brasil, mas sempre que posso, trago de fora e estoco na despensa.

Outra modificação da minha receita é que, além do azeite, eu coloca água. Isso mesmo. Eu e meu fígado achamos um pouco pesado comer um tantão de azeite de uma vez, então eu vou adicionando água aos poucos para chegar na textura que eu gosto.

Você provavelmente já tem os ingredientes em casa, então mãos à obra!

Pesto de castanha de caju (minhacozinhavirouumjardim.com.br)

PESTO DE CASTANHA DE CAJU

  • Porções: 1 pote pequeno
  • Tempo: 15min
  • Dificuldade: fácil
  • Imprimir

Ingredientes

  • 2 xíc. de manjericão fresco
  • 3 cS de azeite de oliva extra virgem
  • 1-3 dentes de alho
  • 1/3 xic. bem cheia de castanha de caju assada e sem sal
  • 1-2 cC de sal
  • 1/4 xic (60ml) de água filtrada
  • opcional: 1-2 cS de flocos de nutritional yeast

Modo de preparo 

  1. Coloque todos os ingredientes (menos a água) no liquidificador na seguinte ordem: azeite, alho, sal, manjericão e castanhas (e nutritional yeast, se for o caso). As castanhas pesam em cima do manjericão e do alho e ajudam a liquidificar melhor.
  2. Pulse algumas vezes para começar a misturar. Depois, comece pela velocidade mais baixa para evitar que o girar das lâminas jogue tudo para longe sem misturar no meio do recipiente, e vá aumentando a velocidade do liquidificador aos poucos. Você vai precisar parar o motor e raspar as bordas do copo algumas vezes.
  3. Vá acrescentando a água aos poucos até chegar na consistência desejada. Eu gosto dele com jeitinho de patê, mas você pode colocar mais ou menos água de acordo com o seu gosto.
  4. Experimente e adeque o sal antes de terminar de bater.

Ele vai durar na geladeira de 2 a 3 dias em um pote bem fechado. O manjericão tende a escurecer com o passar do tempo mas continua bom para comer.

Legenda

cC = colher de chá         cS = colher de sopa

2 comentários sobre “PESTO DE CASTANHA DE CAJU

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s